Geral

Crea-SP fiscalizou 331 obras e empreendimentos durante força-tarefa em Birigui

Operação fiscalizou o exercício profissional na região

O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo (Crea-SP) realizou uma intensa força-tarefa de fiscalização do exercício profissional entre os dias 19 e 23 de julho, no município de Birigui. Durante a operação, os agentes fiscais visitaram 331 obras e empreendimentos. Desse total, estão em apuração 14 irregularidades detectadas, como a ausência de profissional habilitado à frente das atividades técnicas e empresas sem registro no Crea-SP.
A força-tarefa teve foco em serviços e obras nas áreas de Engenharia, Agronomia e Geociências, como o quadro técnico e prestadores de serviço em usinas e prefeitura, obras de pequeno, médio e grande porte, além de empresas de energia fotovoltaica.
O papel do Conselho é fiscalizar e garantir a presença de profissional habilitado nas atividades da área tecnológica. Com isso, o Crea-SP assegura a proteção da sociedade e demonstra a importância da contratação de pessoas técnicas com o devido registro no Conselho.
“O Crea-SP passa por um momento importante de transformação digital que se traduz nos números alcançados na fiscalização. Com as pesquisas e apurações remotas realizadas pelos agentes fiscais antes de irem a campo, temos mais assertividade nos resultados”, ressalta o presidente do Crea-SP, Eng. Vinicius Marchese.
De 2015 a 2020, as ações de fiscalização do Crea-SP aumentaram cerca de 300%. O crescimento se deve ao uso das tecnologias para apoio à fiscalização e, também, à adoção do modelo das forças-tarefas em todo o Estado. No primeiro semestre de 2021, o Crea-SP registrou cerca de 105 mil ações fiscalizatórias. A expectativa é alcançar 200 mil ações até dezembro de 2021.
Sobre o Crea-SP – Instalada há 87 anos, a autarquia federal é responsável pela fiscalização, controle, orientação e aprimoramento do exercício e das atividades profissionais nas áreas da Engenharia, Agronomia e Geociências. O Crea-SP está presente nos 645 municípios do Estado, conta com cerca de 350 mil profissionais registrados e 75 mil empresas registradas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *